Início / Notícias / Entrevista com ITSQUARE

Entrevista com ITSQUARE

A ITSQUARE desenvolve a sua atividade na área da Consultoria, Suporte, Desenvolvimento e Formação em Sistemas de Informação. Fruto da incubação na Maquijig, temos o maior prazer e vos prazer esta pequena grande empresa!
1

 

 

 

 

 

Centro de Empresas Maquijig: De onde surgiu a primeira ideia para este projeto?

João @ ITSQUARE: Há cinco anos enquanto trabalhava numa outra empresa, verifiquei que existia uma grande lacuna na oferta de ferramentas service desk competitivas no mercado.
Quando apresentei como ideia implementar este conceito nessa empresa foi recusado, então despedi-me e fundei a ITSQUARE, com o objectivo de não só oferecer uma alternativa às empresas clientes, como reduzir-lhes os valores de investimento.

Sandra @ ITSQUARE Este projeto surgiu há cinco anos atrás, fruto da visão do João. Penso que essa visão, aliada ao trabalho, profissionalismo, criatividade e força de acreditar é o combustível que, já há 5 anos, nos move diariamente.

CEM: Antes deste projeto, já tinham pensado em começar um negócio como opção de vida?

João@ ITSQUARE: Sim, já. praticamente sempre pensei em iniciar o meu próprio projecto. Simplesmente nunca tinha surgido o catalizador que me motivasse a arriscar.

Sandra @ ITSQUARE: Não nesta área.

CEM: Qual a parceria angariada que já desejam conquistar à algum tempo?

João@ ITSQUARE: De momento estamos focados em desenvolvimento de produtos internos, temos algumas novidades em desenvolvimento que penso serão bastante interessantes, não só para o mercado empresarial como para o público em geral. Recentemente fizemos uma parceria com uma empresa de desenvolvimento que estamos confiantes, irá possibilitar muitas outras novidades brevemente.

CEM: O que vos dá maior prazer neste projeto?

João@ ITSQUARE: Saber que todos os dias serão diferentes, provavelmente sempre desafiantes. Sendo uma pessoa naturalmente irrequieta, o estímulo constante é para mim como tirar férias. Em alguns fins de semana, anseio o inicio da semana com a curiosidade de saber o que vem a seguir.

Sandra@ ITSQUARE:  O desafio constante.

CEM: Porquê a escolha de um Centro de Empresas para instalarem a vossa empresa?


João@ ITSQUARE: Existem vários espalhados pelo País, no entanto penso que no meu caso a Maquijig foi para mim diferenciadora. Tem um certo ambiente de incubadora, embora não o seja, o que para mim é extremamente estimulante e aguça a criatividade. Num sentido mais geral, um centro de empresas se for bom, permite-nos aumentar exponencialmente a nossa rede de networking e quiçá ajudar-nos a mostrar aos futuros clientes como podemos apoiá-los nos seus desafios.

Sandra@ ITSQUARE: Acreditamos na partilha, nas parcerias e sinergias e, por tal, um Centro de Empresas pareceu-nos ser uma peça importante nesta nossa visão: um local onde podemos dar um pouco de nós e receber um pouco de outros: Partilhar.

CEM: Desde 2013 que são a única empresa certificada e parceira oficial da OTRS AG, em Portugal.
 Qual a mais valia que podem oferecer com esta parceria?


João@ ITSQUARE: Esta parceria é bastante próxima, diria quase simbiótica. A nossa relação com a marca ser tão próxima permite-nos que consigamos agir praticamente como o fabricante, mesmo não o sendo.
Ter este tipo de proximidade permite-nos ir muito além do que normalmente é fornecido pelos outros parceiros, conseguindo apoiar de muitas outras formas os nossos clientes, tipicamente não possíveis a parceiros normais.
Temos apoiado algumas empresas/entidades a melhorarem a sua actual infraestrutura. Em outras ocasiões somos contactados por clientes que fazem questão que apenas o parceiro oficial da marca os apoie.
Penso que ter em Portugal um dos apenas 8 parceiros oficiais mundiais do fabricante OTRS, mostra a confiança que o próprio fabricante tem em nós. E isso é mais uma camada de segurança que poderemos passar para os nossos clientes.

Sandra@ ITSQUARE:  Além do profissionalismo que nos é inerente, temos a força e o apoio da marca, permitindo-nos ser uma forte referência OTRS em Portugal, disponibilizando um serviço de excelência.

CEM: De todos os projetos que desenvolveram, qual o mais especial? O primeiro não conta!


João@ ITSQUARE:  Todos os projectos que desenvolvemos são de certa forma para mim especiais. Em todos os nossos projectos deixamos um pouco de ITSQUARE.

Sandra@ ITSQUARE: Não foi o primeiro. Para mim, foi a implementação de um OTRS de alta disponibilidade na TAP MegaSis, não só pela complexidade do sistema – que representava um desafio – o próprio cliente, pelo seu nome no mercado, por si só, representava um desafio. Fiquei bastante orgulhosa quando, em 2014, num evento organizado pela AMA, a directora informática da TAP MegaSis discursou acerca do quanto a solução ITSQUARE melhorou o desempenho de todo o seu departamento.

CEM: Se tivessem de escolher apenas um segredo para a produtividade fluir, qual seria?


João@ ITSQUARE: Quando toda a gente sentir “o amor à camisola” a produtividade simplesmente flui. O segredo para todos sentirem isso é uma complexa formula que inclui, respeito, saber ouvir, saber falar e acima de tudo bastante boa disposição. Ah! e Gomas, muitas gomas..

Sandra @ ITSQUARE:  Acredito que a produtividade e a satisfação andam de mãos dadas. Colaboradores satisfeitos produzem mais e melhor. Não acredito em chefias verticais, antes em líderes e, nesse âmbito, estamos muito bem liderados.

CEM: “Quem caminha sozinho pode até chegar mais rápido, mas aquele que vai acompanhado, com certeza, vai mais longe.”
Este é o lema com que regem o vosso dia a dia?


João @ ITSQUARE: Penso sinceramente que temos várias ideologias na ITSQUARE, mas acima de tudo o que mais nos une será o esforço e crença globais em conseguir atingir os objectivos que nos são propostos. A titulo pessoal, acredito bastante em ajudar para ser ajudado, em pensar “Out of the Box” e “Do it!”.

Sandra @ ITSQUARE:  – Também. Tal como referi antes, acredito muito na partilha. O conceito de orgulhosamente sós, não faz qualquer sentido, sobretudo num Mundo onde a máxima é networking.

CEM: Têm algum “truque” para estimular a criatividade?

João @ ITSQUARE: Desde criança sempre fui bastante criativo, sempre tive as ideias mais estranhas possíveis, sempre pensei “e se..?” Isto foi umas das motivações iniciais em começar o projecto, saber que agora concretizar as ideias apenas dependia de mim e da minha equipa. Havendo boa disposição, o resto vem por acréscimo. Além disso, adoro aquilo que faço.

Sandra @ ITSQUARE: Quando estamos contentes com o que fazemos e quando nos dão total espaço e conforto para tal, a criatividade, simplesmente, flui.

CEM: Têm algum conselho para quem deseja entrar neste “universo”?


João@ ITSQUARE: Confesso que nem toda a gente terá personalidade para empreendedorismo. Acima de tudo é preciso ter uma certa satisfação em cair, limpar a poeira e as feridas e voltar a tentar as vezes que forem necessárias. E no final do dia ter uma certa satisfação em ter conseguido ou ter aprendido com o que não se conseguiu. Resiliência é para mim a chave. O líder de uma empresa tem de conseguir colocar as suas necessidades pessoais a maior parte das vezes em segundo ou terceiro lugar, e colocar as da sua equipa e empresa em primeiro.Só aí estará a fazer um bom trabalho.

Sandra @ ITSQUARE:  Penso que a perseverança e o profissionalismo são os principais ingredientes desta receita. Se o profissionalismo existir sempre, mesmo nas tarefas mais simples, estaremos confiantes no nosso trabalho e se formos os primeiros a acreditar, a partir daí, tudo se torna mais fácil.